A Batalha de Verdun de

A Batalha de Verdun

ISBN: 9789895470020

Autor: Graça Fernandes

Preço: 16,00 €

Em Stock - entrega em 24h

Preços incluem o Iva à taxa em vigor

 

SOBRE A AUTORA:
Graça Fernandes é licenciada em Estudos Anglo-Americanos pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e Mestre em Ciências da Informação pela Universidade Católica Portuguesa, tendo concluído anteriormente, no Brasil, o Curso de Jornalismo da Escola de Comunicação Assis Chateaubriand.

Publicou: A Verdade Madeirense e a Grande Guerra, 2008; A Imprensa e a República, 2010; Portugal no Primeiro Quartel do Séc. XX, 2011; KUMBIRA – Estreitando Laços, 2013; A Europa a Ferro, Fogo e Gás. 1914 – 1918, 2014; Aparições em Fátima – 1917, 2017; A Grande Guerra e os Movimentos Literários e Artísticos na Europa, 2017; A Batalha do Lys – Os Combatentes Portugueses, 2017; A Batalha da Jutlândia, 2018.

 SOBRE O LIVRO:

Verdum, a mais avassaladora, desumana, sangrenta e mortífera batalha da Primeira Guerra Mundial.

(Graça Fernandes)

(...) Entre 1870 e 1914 teria ocorrido na Alemanha uma perceção crescente de que o seu posicionamento mundial fruto, também, de um nacionalismo centrífugo, não seria consentâneo com o seu potencial, militar, económico e cultural. A Alemanha seria uma potência acima das outras cinco grandes da Europa, consequência natural da atmosfera extremamente competitiva que se tinha iniciado na segunda metade do século XIX pela hegemonia na Europa e no Novo Mundo. (...) Se há rostos relevantes na campanha de Verdum, eles serão o comandante em chefe do Exército Alemão, general Erich von Falkenhayn, para quem Verdum é o teatro ideal do
grande equívoco [expressão nossa] e o general Henri Philippe Pétain, mentor e efetivo responsável pela resiliência francesa na campanha. (...) A descrição dos fortes Vaux e Douaumont assume também relevância porque coloca o leitor na zona de forte contenda, permitindo-lhe uma melhor apreensão da situação de combate, despertando-o imediatamente para uma hipotética visita virtual on-line, que a tecnologia hoje permite, se ainda não conhecer esses fortes presencialmente.
(General Frederico Rovisco Duarte)