Mandar abrir o mar de

Mandar abrir o mar

ISBN: 9789898735713

Autor: A. Cunha e Silva e António Mendes

Preço: 17,00 €

Em Stock - entrega em 24h

Preços incluem o Iva à taxa em vigor

 

SOBRE A LIVRO: “Mandar abrir o mar”, é uma obra mareira apoiada numa memória que em criança o pintor António Mendes viveu de perto acerca do célebre naufrágio de 1947, e que vitimou mais de centena e meia de pescadores, alguns deles com morada temporária, outros, abrigados em residência fixa em Leixões. (...) Mas também, este livro, por vezes agita-se desesperado, nas águas tormentosas e desobedientes aos pedidos piedosos contra o ‘Mar mardito’. Trata-se de uma história envolvente que o pintor não só quer macerar em forma de choro, sobre o naufrágio de 1947, como faz convergir uma manifestação de afecto ao seu avô, uma espécie de sentimento pela sua presença/ausência. António Mendes formula uma intenção, acende uma luz votiva, oferece o seu trabalho com as mãos em prece ainda manchadas de tinta e, nos lábios trémulos balbucia um clamor, uma prece, que se mistura ansiosamente na ‘cumprição de um dever’.

SOBRE OS AUTORES: António Mendes nasceu em Agosto de 1938 em Leça da Palmeira. Autodidacta, tem por mestres todos os pintores que despertaram a sua atenção e sensibilidade para o diálogo possível com o visível e o obscuro e fascinante invisível.

 

A. Cunha e Silva nasceu em 1941, em Leça da Palmeira.  Diplomado pelo Conservatório de Música do Porto, foi membro da Orquestra Sinfónica do Porto e do Quarteto de Cordas do Porto. Foi professor de violino e Presidente do Conselho Directivo do Conservatório de Música do Porto, Director da Academia de Música de Matosinhos, Conservatório da Maia e do Conservatório da Covilhã.